Programação Java: Como criar uma Classe e Declarar Objetos

Linguagem Java , Programação Java, Java Curso gratis.

  • Click here to study this Java tutorial in English

Agora que você já leu no artigo passado sobre a utilidade das classes e objetos em Java , vamos ensinar nesse tutorial como criar uma classe em sua IDE e como instanciar os objetos dessa classe.

Para isso, vamos usar o conceito de Orientação a Objeto, criando uma classe chamada Aluno, que usaremos em nosso próximo artigo para conter o nome e notas de alunos, bem como preencher e acessar os dados desses objetos.

Criando uma classe em Java

Sem mais delongas, crie seu projeto de Java.
Eu chamei o meu de PrimeiraClasse.

Ao criar esse, note que se chamará PrimeiraClasse.java
Nesse tutorial vamos criar outra classe, a classe “Aluno”, que o Java irá chamar de “Aluno.java”.

Para isso, se estiver no NetBeans vá em File -> New File
Em Categories, escolha Java Class, e Next.
Dê o nome de Aluno para sua nova classe.

Pronto. Sua nova classe está criada.
Note que apareceu outra aba, ao lado da “PrimeiraClasse.java”, e se chama “Aluno.java”

Nesse novo arquivo, deverá ver algo como:

public class Aluno{

}

Que é nossa classe, e que, ainda, está em branco.
Criada a classe, vamos aprender como criar os objetos dessa classe.

Declarando um objeto de uma classe em Java

Se lembrar bem, você já declarou objetos de classe em nosso curso de Java.
Mais especificamente, declarou o objeto ‘entrada’, da classe ‘Scanner’, várias vezes.

Agora, vamos fazer o mesmo com nossa classe Aluno.
Vamos criar um objeto, um aluno da classe “Aluno”.
A sintaxe é (digite isso na aba da PrimeiraClasse.java):

Aluno donaFifi = new Aluno();
Aluno patropi = new Aluno();
Aluno programador = new Aluno();

Pronto, criamos três objetos do tipo Aluno.

Poderíamos ter feito:
Aluno donaFifi;
donaFifi = new Aluno();

O new Aluno() é o que cria o objeto. E atribuímos ele à variável donaFifi.
Essa variável, porém, não é um objeto. Ela contém uma referência ao objeto. É como se ela apontasse, como se tivesse o endereço da localização do objeto. Então, sempre que mudamos essa variável, estamos mudando diretamente o objeto.

Porém, fica muito caxias dizer ‘declare uma referência ao objeto Aluno’.
No dia-a-dia, simplesmente dizemos: criamos um objeto do tipo Aluno.
Mas na verdade essas variáveis não são objetos, e sim referências a objetos. O importante é saber disso.

Qualquer coisa, métodos ou dados que colocarmos na classe “Aluno”, fará parte dos objetos “donaFifi”, “patropi” e “programador”.
No próximo tutorial você verá bem isso.

Por exemplo, se quisermos adicionar o campo para armazenar o nome completo deles, criamos uma string dentro da classe “Aluno”, assim, todos os objetos terão essa string.
Qual a vantagem disso?

Ora, criamos esse campo somente uma vez! Na classe! E todos os objetos herdaram isso!
Imagine numa situação real! Em uma escola, com milhares de alunos. Você declara a string uma vez, e ela passa a fazer parte da ficha da cadastro de milhares de alunos.

Muito útil esse Java e a Orientação a Objetos, não?