Arquivo da tag: JVM

Programação Java

Programação Java. Java pode ser resumidas em três partes. Uma linguagem de alto nível para desenvolvimento orientado a objetos. Um pré-compilador (gerador de bytecodes) de código fonte. Uma máquina Virtual(JVM) que interpreta o código pré-compilado para uma plataforma específica. Cujas caracteristicas são orientação a objetos, portabilidade, pois o mesmo bytecode pode ser interpretado em qualquer plataforma e grande número de bibliotecas disponibilizadas através da Core API. Continue lendo

Entendendo a plataforma Java

Entendendo a plataforma Java. Linguagem Java.

Java é uma linguagem de alto nível. Ela roda em mais de 50 milhões de computadores pessoais e em bilhões de dispositivos em todo o mundo.

A linguagem pode ser caracterizada pelas seguintes palavras chave:

  • Simples
  • Orientado a objeto
  • Distribuído
  • Multithreaded
  • Dinâmico
  • Arquitetura neutra
  • Portável
  • Alto desempenho
  • Robusto
  • Seguro

Os dois principais componentes da plataforma Java são: Interface de Programação de Aplicativos Java (API) e a Maquina Virtual Java (JVM), que interpreta o código Java em linguagem de máquina.

A mesma aplicação Java, pode rodar em diversas plataformas sem que seja necessária uma nova compilação ou alterações no programa fonte, bastando que se use a JVM adequada ao sistema operacional destino.

Abaixo um exemplo da mesma aplicação rodando em várias plataformas:

A API e a JVM tornam o programa independente do hardware subjacente.

Na linguagem de programação Java, todo o código fonte é escrito em arquivos de texto simples que terminam com a extensão java. Esses arquivos são compilados pelo compilador javac que gera um arquivo com extensão class. Um arquivo de classe não contém código nativo para seu processador, em vez disso, contém bytecodes (linguagem de máquina do Java Virtual Machine – JVM). A ferramenta de execução (java) em seguida, executa a sua aplicação com uma instância da máquina virtual Java.

Para fazer o seu primeiro programa “Hello World”, siga os passos do post anterior para escrever seu primeiro programa em Java utilizando a IDE NetBeans.

Blog Java Boas vindas!

Blog Java Boas vindas. Assuntos sobre a Linguagem Java e muitas dicas de programação.

Bem-vindo ao Blog, um Guia do Java entre tantos. Aqui você irá encontrar informações sobre a tecnologia Java objetiva, simples e prática. Um dos objetivos é guiar os iniciantes, também profissionais experientes encontrarão facilidades e aplicações que facilitam o cotidiano da programação. Gostaria de convidar a você a enriquecer ainda mais esta experiência contribuindo com suas ideias e tudo mais que desejar compartilhar como vídeos, textos, imagens, links etc.

Se faltar algo que esteja procurando, não esqueça de pedir ajudar, teremos maior prazer em completar o que deseja encontrar aqui. A maioria de tudo publicado neste espaço, como tutoriais, minicursos, vídeos, apostilas, programas, são republicação no objetivo de fazer a coisa chegar a quem precisa.

códigoa java, java download,programação Java,

Blog Java

JVM

JVM. No tempo de execução, a JVM lê e interpreta arquivos .class e executa as instruções do programa na plataforma de hardware nativa para qual a JVM foi escrita. A JVM interpreta o bytecode como uma CPU interpretaria instruções de linguagem assembly. A diferença é que a JVM é uma parte do software escrita especificamente para uma determinada plataforma. A JVM é o núcleo do princípio “gravação única, execução em qualquer local” da linguagem Java. Seu código pode executar em qualquer chipset para o qual a implementação da JVM adequada está disponível. JVMs estão disponíveis para principais plataformas, como Linux e Windows, e subconjuntos de linguagem Java foram implementados nas JVMs para telefones celulares e chips hobbyist.

Compilador Java

O compilador Java. Quando você programa na plataforma Java, escreve seu código-fonte em arquivos .java e depois os compila. O compilador verifica seu código nas regras de sintaxe da linguagem e depois grava bytecode em arquivos .class. Bytecode é um conjunto de instruções destinadas a executar em uma Java virtual machine (JVM). Ao incluir esse nível de abstração, o compilador Java difere-se de outros compiladores de linguagem, que escrevem instruções adequadas para o chipset de CPU no qual o programa é executado.