Programação Java: Como usar IF e ELSE: Testando e Escolhendo o que executar

Linguagem Java , Programação Java, Java Curso gratis. Até agora na apostia Java Oracle, nossos códigos foram procedurais. Ou seja, seguiram um ordem de execução: do começo ao fim, executando tudo.

Mas executamos tudo, sempre que usamos um programa?
Claro que não, escolhemos. Fazemos opções.

É isso o que o if else faz, nos permite optar por executar determinadas coisas.

Como usar o IF em Java

Em inglês quer dizer ‘se’.
A sintaxe é:

if ( condição ){<br />    caso a condição seja verdadeira<br />    esse bloco de código será executado<br />}<br />

E se não for verdade?
Não executa, ué.

Vamos testar a condição ’ 1 é igual a 2?’, que obviamente retornará ‘false’ e depois testar se 1 é igual 1.
Mas isso é em nossa língua. Como perguntamos isso pro computador?
Assim: if(1 == 2)
e depois: if(1 == 1)

Veja bem, é 1 == 2, e não 1 = 2.
1 == 2 é uma comparação, é uma pergunta, ela retorna um valor lógico!
Aqui que está a chave, só podemos colocar no if o que retorna valor lógico.

1 = 2 é uma atribuição de valores simplesmente!

Vamos aos códigos:

public class Ifelse {<br />    public static void main(String[] args) {<br />        if (1 == 2){<br />            System.out.println("Você nunca lerá essa mensagem, mwahuahuauha");<br />        }<br /><br />        if (1 == 1){<br />            System.out.println("1 é igual a 1? Jura? ");<br />        }<br />    }<br />}<br />

Como usar ELSE em Java

Do inglês: senão

O else só vem acompanhado do if, e ele só ocorre quando a condição do if é falsa.
A sintaxe é a seguinte:

if ( condição ){<br />    caso a condição seja verdadeira<br />    esse bloco de código será executado<br />} else {<br />    caso a condição seja falsa<br />    esse bloco de código que será executado<br />}<br />

O else não recebe condição. Ele executa quando o if não executa.

Ou seja:
if (verdade)
faz isso
else
faz isso

Aprender if else não é aprender pro Java, é aprender para todas as outras linguagens.
Aliás, é aprender lógica. É matemática, é raciocínio.
Essa mesma base lógica é extremamente usada em Engenharia (Elétrica, Eletrônica, Telecomunicações), em Física, Matemática Discreta, todo tipo de Ciência, em chips, no Kernel dos Sistemas Operacionais, nos aviões e em tudo que envolver lógica e mundo digital.

Mas vamos fazer algo útil:

Problema: Crie um programa que recebe uma nota ( pela classe Scanner) e checa se você passou direto, ficou de recuperação ou foi reprovado na matéria, e exiba tal mensagem:
A regra é a seguinte:
Nota 7 ou mais: passou direto
Entre 5 e 7: tem direito de fazer uma prova de recuperação
Abaixo de 5: reprovado direto.

É importante que tente. Mesmo que não consiga ou consiga só uma parte do problema.
É assim que se evolui. Tentando..já passei minutos em alguns problemas, horas, dias em outros…alguns eu nem sabia por onde começar e corri pra ver a solução. Outros eu acordo de madrugada tendo uma ideia de como resolver.

Pelo menos pense, e clique aqui pra ver o seu desenvolvimento completo.